Software leitura de Tela:
Contraste:
Redes Sociais:
Você está: Edições / Edição nº 113

TRABALHO

Empresas assinam pacto pela inclusão da pessoa com deficiência

O 24º Encontro da Rede Empresarial de Inclusão Social, realizado em 20 de outubro último, em São Paulo/SP, terminou com a assinatura de um documento em que várias companhias se comprometem com o respeito e a promoção dos direitos das pessoas com deficiência; com o desenvolvimento de políticas e procedimentos com vistas às ações afirmativas em todos os âmbitos da organização; com a promoção da cultura e de ambientes inclusivos e acessíveis; com a comunicação e orientação para o respeito dos direitos e deveres das pessoas com deficiência; com a inclusão da questão deficiência na estratégia da empresa e com o planejamento de produtos, serviços e atendimento aos clientes.
Fazem parte da Rede e assinaram a Carta de Adesão ao Pacto pela Inclusão de Pessoas com Deficiência as empresas: Serasa Experian, TozziniFreire Advogados, ACCENTURE, EY (antiga Ernst & Young), Grupo Pão de Açúcar (GPA), Jones Lang LaSalle (JLL), Natura, IBM e Dow.
Segundo o presidente da Serasa Experian, José Luiz Rossi, o objetivo da assinatura é fortalecer o tema institucionalmente nas companhias. “Na Serasa Experian, as práticas propostas pelo pacto já são realidade, mas acreditamos que essa ação conjunta inspire outras organizações a seguirem o exemplo. Queremos promover um engajamento maior e uma real mudança no patamar da inclusão e diversidade junto a essas corporações”, diz o executivo.
A Rede foi lançada em 2012, no 26º Fórum de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência da Serasa Experian. A organização hoje é chancelada e reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e reúne atualmente cerca de 100 empresas dispostas a promover e discutir a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A iniciativa tem como principais ações o compartilhamento de conhecimento e boas práticas entre as companhias; a articulação de contatos, parcerias e projetos e o desenvolvimento de produtos e serviços conjuntos, que visem à qualificação profissional e favoreçam a atração e a retenção desses profissionais.
O Grupo que compõe a Rede se reúne a cada dois meses mas, excepcionalmente, para fechar o ano, o 25º Encontro, realizado na Sede da Serasa Experian, foi marcado para o dia 25 de novembro, com a participação especial de uma especialista em neurociência, Inês Cozzo, para falar como o cérebro humano funciona quando o assunto é lidar com o "diferente".

Encontro no Paraná discute emprego apoiado

Conhecer melhor como funciona o método do Emprego Apoiado e a sua história de desenvolvimento e evolução, tanto nos Estados Unidos e Europa, como também no Brasil. Este foi o principal objetivo do I Encontro Nacional de Emprego Apoiado realizado em Curitiba/PR, nos dias 28 e 29 de outubro. O Emprego Apoiado surgiu nos Estados Unidos, no final da década de 70, com o objetivo de promover a inclusão no mundo do trabalho de pessoas com deficiência intelectual por meio de uma metodologia inovadora que se propõe a atender um segmento antes excluído do mundo do trabalho. A ideia evoluiu e, atualmente, atinge diversos públicos. O evento foi uma realização da Associação Nacional de Emprego Apoiado (ANEA) e teve como apoiadores a Universidade Livre para a Eficiência Humana (Unilehu), a Universidade Positivo, o Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial, a Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego e a Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba.
Regiane Ruivo Maturo, coordenadora de Políticas Públicas e Defesa de Direitos da Secretaria Especial, explica que Curitiba/PR foi escolhida como sede do encontro nacional devido a um grupo de pessoas que já acompanhava o trabalho realizado por Romeu Kazumi Sassaki, presidente da ANEA e de Alexandre Prado Betti, tesoureiro da instituição, desde 2013. Em parceria com a Unilehu foi realizado um curso para formação de consultores em Emprego Apoiado. “Esse grupo, por acreditar na importância da metodologia, se interessou em trazer para o Paraná um braço da ANEA para disseminar o tema no Estado”, conta a coordenadora. Em novembro de 2015 foi realizado o I Encontro Paranaense de Emprego Apoiado, em parceria com a Secretaria Especial de Curitiba, com o objetivo de disseminar a metodologia no Estado. Em decorrência desse envolvimento, Curitiba/PR foi escolhida para ser a sede do I Encontro Nacional de Emprego Apoiado.
O evento, de acordo com Regiane, teve uma programação muito rica, abordando desde o histórico do EA, políticas públicas, trabalhos com pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), prática do ensino do método, além da experiência de implantação de um serviço de EA, entre outros temas. Participaram palestrantes vindos do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Salamanca - Espanha (o especialista Borja Jordán de Urries e o vice-presidente da ANEA, Oswaldo Barbosa, ministraram palestras via internet). “Para nós, do Paraná, foi uma grande oportunidade sediar o evento por sua relevância e por acreditamos que o EA é uma ferramenta fundamental para a inclusão de pessoas com deficiência que enfrentam maiores restrições para ingressar e permanecer no mundo do trabalho”, disse a coordenadora. Atualmente, a ONG Unilehu oferece o serviço de emprego apoiado para a comunidade com consultores capacitados e supervisionados por Alexandre Betti.


Para compartilhar essa página basta clicar no ícone da sua rede social.


Ligue grátis: 0800 - 772 - 6612
(11) 3873-1525 / Fax: (11) 3801-2195
contato@revistareacao.com.br
Todos os Direitos Reservados a Revista Reação - 2012
by Studio Toro