INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA,
MOBILIDADE REDUZIDA, FAMILIARES E PROFISSIONAIS DO SETOR


 É rápido e fácil: Encontre as matérias já publicadas pela Revista Reação no ambiente digital

Clique em "Pesquisar" e filtre por editoria, palavra chave ou navegue abaixo e encontre reportagens, artigos de parceiros e notas das redes sociais.

Autistas no mercado de trabalho

Eles têm alto índice de concentração, foco e objetividade. Possuem habilidades específicas em organização, facilidade no cumprimento de regras e normas, são pontuais e responsáveis.

Estes são alguns dos motivos que têm levado cada vez mais pessoas autistas a serem absorvidas pelo mercado de trabalho.

“Desde dezembro de 2012, a pessoa com TEA (Transtorno do Espectro Autista) é considerada pessoa com deficiência, para todos os efeitos legais, conforme estabelecido pela Lei nº 12.764/2012. Portanto, é relativamente nova a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho por meio da Lei de Cotas, um mecanismo afirmativo para garantir a equidade de pessoas que ao longo da vida sofrem preconceitos e desigualdades em nossa sociedade”, ponderou a assessora técnica do Departamento de Assistência Social da Fundação FEAC, Regiane Costa Fayan.

Há um ano, a Associação para o Desenvolvimento dos Autistas de Campinas (Adacamp), entidade parceira da Fundação FEAC, realiza, por meio do Programa de Inclusão – Mercado de Trabalho, acompanhamento e atendimento a jovens e adultos que possuem o diagnóstico de TEA, com perfil de alto funcionamento. Esta iniciativa, conquistada por intermédio do Programa de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD) visa, de maneira gratuita, capacitar, encaminhar, acompanhar e monitorar mais pessoas com TEA para inserção no mercado de trabalho, com ações para desenvolver as habilidades funcionais, sociais e laborais. E ainda promove, nas empresas, orientação sobre o autismo e as características do indivíduo inserido, para estimular e adequar o comportamento e contato social, para uma melhor adaptação do funcionário.

“Uma das características do TEA é a falta de sociabilidade. Mas, se o ambiente da empresa estiver preparado para recebê-lo e os colaboradores abertos para conhecer o autista sem preconceito, o resultado será positivo para ambos os lados”, frisou a coordenadora geral da Adacamp, Roseli Cruz Guirao.

O programa de inclusão é realizado por uma equipe formada por uma coordenadora, uma assistente social, uma psicóloga, uma terapeuta ocupacional e dois assistentes terapêuticos. A preparação é feita antes dos atendidos assumirem as vagas no mercado de trabalho, desde a preparação para a entrevista até o que enfrentarão quando já empregados, como receber ordem, seguir regras, e saber lidar com problemas e conflitos que venham a acontecer. Aborda também sobre como irão gerenciar o salário que recebem.

A equipe dá suporte também quando eles já estão inseridos no mercado, pois é justamente nesta fase que podem aparecer as dificuldades. Dentro de cada empresa há uma pessoa destacada para ser a referência deste novo trabalhador, que será também o canal de comunicação com a entidade. “São eles que nos atualizam sobre as evoluções ou sobre os problemas, quando ocorrem, para que possamos solucioná-los com rapidez”, observou a terapeuta ocupacional, Carolina de Carlo Meza Felisberto. E esta missão é com os acompanhantes terapêuticos que se deslocam até o local de trabalho e avaliam a demanda que será trabalhada em equipe. Caso o problema tenha a ver com a postura dos demais funcionários, é realizada uma adaptação com os colaboradores da empresa. “Se percebemos que a empresa não está entendendo o que é o autismo, é feita uma capacitação”, explica a terapeuta.

Fonte: artigo publicado integralmente na Revista Gente Ciente, ano 19, nº 227, agosto 2017.


Parceiros

Vinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.x

©2017 Reação Revista Nacional de Reabilitação - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por A4 Agência Digital

Search