INCLUSÃO E ACESSIBILIDADE DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA,
MOBILIDADE REDUZIDA, FAMILIARES E PROFISSIONAIS DO SETOR


 É rápido e fácil: Encontre as matérias já publicadas pela Revista Reação no ambiente digital

Clique em "Pesquisar" e filtre por editoria, palavra chave ou navegue abaixo e encontre reportagens, artigos de parceiros e notas das redes sociais.

Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo

Desde 2016 o espaço de 95 mil metros quadrados é referência no esporte paralímpico. O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, em parceria com o Governo Federal, pelo Ministério do Esporte, construiu o Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, no Parque Fontes do Ipiranga, na capital paulista.

São 95 mil metros quadrados de área para treinamentos e competições, com gestão do Comitê Paralímpico Brasileiro – CPB. O objetivo do Centro é fomentar o esporte para atletas com deficiência, criando condições para que eles se destaquem nas competições municipais, estaduais, nacionais e internacionais, dando ênfase às técnicas avançadas e tecnologias.
 
O espaço conta com estrutura para receber 15 modalidades, como o futebol de 5 para cegos, no qual Mizael Conrado, atual presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, sagrou-se bicampeão olímpico. As outras modalidades são: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, natação, esgrima em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, rúgbi, tênis, tênis em cadeira de rodas, triatlo e voleibol sentado.

O CTP está dividido em 11 setores que englobam áreas esportivas de treinamento, hotel, centro de convenções, laboratórios, condicionamento físico e fisioterapia. Ainda tem espaço para intercâmbios de atletas e seleções, preparação física, cursos para técnicos, árbitros, gestores e profissionais do esporte.

Há também uma preocupação com o desenvolvimento das ciências do esporte, no conceito de atuação interdisciplinar envolvendo fisioterapia, psicologia, fisiologia, nutrição e metodologia do treinamento, entre outras áreas.

O direito ao esporte como instrumento de inclusão social está previsto na Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (13.146/2015).



Parceiros

Vinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.xVinaora Nivo Slider 3.x

©2017 Reação Revista Nacional de Reabilitação - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por A4 Agência Digital

Search